02 abril, 2008

JAZZ


Poesia no improviso
Notas no papel
sonoridade em realizo
construção em altos
baixos e solos
sopros e lágrmas
jazz em essência
sentidos em eminência
direções diversas
melodias livres
contando uma história
a imagem em estilhaço
um vitral colonial
em papel, tinta e aço!



Pra quem gosta de boa música e boa compania...
www.jazzmanmp3.blogspot.com

2 comentários:

leogarin disse...

boa dica do sitio

karol gubert disse...

contando uma história
em papel, tinta e aço


Bonito isso.